sábado, 30 de abril de 2016

Renascendo por dentro

Que a gente não passe pelas horas...
Que a gente deguste cada saborosa fatia do tempo.
Que sejamos absorvidos pelos seus aromas e sabores...
Até a última mordida, até a cereja do bolo!
Que ao invés de apagar velas, acendamos luzes.
Que envelheçamos por fora.
Que renasçamos por dentro!

Lígia Guerra