domingo, 14 de maio de 2017

Orientação

Vejo-me em uma estrada
Procurando sentido e direção
Dores e sentimentos mostram-me
Que na Estrada da vida não há perdão!
Pedi a Deus orientação
Acenando uma direção enviou-me
Um louco poeta 
Com as mãos sujas de tinta 
e um nobre coração
Seria essa a minha salvação?
Autora: Lidiane Monteiro
© Direitos reservados
conforme artigo (Lei 9610/98)