terça-feira, 22 de agosto de 2017

A vida como ela é

Nos aeroportos os beijos são mais verdadeiros, 
do que nos casamentos.
Nos hospitais rezam-se orações de forma mais sincera, do que nas Igrejas.
Nas almofadas caem mais lágrimas, do que na face.
Na vida passa mais tempo, que nos relógios.
Nas ruas há mais gente unida, que nos Parlamentos.
Na música há mais sentimentos, que nos corações.
Nas mentes há mais recordações, que nas fotografias.
Nos piores momentos, é quando mais nos esforçamos.
Deixamos quase sempre, tudo para o fim. 
Sabemos o que temos, 
mas não pensamos em perdê-lo.
Ser diferente não é fácil. 
Ser especial é ser diferente, e como já disse, não é fácil, se te deixas influenciar. 
Esquecemos que ser príncipes e princesas é um cargo repleto de responsabilidades, e que nem todos levam coroa…
Esquecemos que nem sempre somos o que queremos, que nem tudo é o que parece, e que enquanto esperas que algo passe, o único que passa é a vida.
(Traduzido e adaptado de: Accion Poética)