Quanto estamos juntos

Quando tu me pegas
Pela cintura e me puxas
Para teu lado, é tão bom! 
Quando tua boca 
Me beija devagarinho
E tua língua encosta
Na minha, é tão bom!
Quando tuas mãos 
Passeiam em meu corpo
Massageando minha alma,
Ah! É tão bom!
Quando estamos quietos 
Olhando nos olhos do outro,
Quando neste momento
Nasce um sorriso.
Não é tão bom?
É o amor!
É o amor...
E isso é tão bom!
Antonio Oliveira