Silêncio

Às vezes o silêncio 
nos bate tão forte, 
que chega a doer. 
Bruno de Paula