Ser livre

Ter armaduras é ótimo, 
nos protege de quem nos atira 
pedras sem nem nos avisar, nos faz 
não deixar a nossa sensibilidade 
vulnerável à mercê de quem 
não saberá valorizar. 
Mas, por outro lado, nos faz 
perder momentos tão bonitos, 
tão genuínos; nos faz generalizar 
traumas que já são passado. 
Aprender que nem toda história 
triste se repete é deixar a armadura 
de lado e aprender a usar mais as asas. 
As asas dão a liberdade que o amor 
precisa, têm agilidade, são belas e 
chamam atenção das coisas mais 
bonitas da vida! Usar as asas é 
deixar o peito aberto em tempo 
integral, e mesmo que te atirem 
pedras, você saberá se esquivar 
do que não te pertence.
Frederico Elboni