NUNCA MAIS...

Nunca mais... Esta dor que meu coração invade;
a saudade que aperta o peito, assim algoz!!...
Nunca mais... No peito, de prantos, um poço;
agora posso novamente sentir-te cheirando meu pescoço; meu rosto; com gosto; e o murmurar baixinho de tua voz!!...

Nunca mais... Agora finalmente no coração tenho sossego, e teu aconchego que há muito tempo, já, eu não sentia!!... Agora, finalmente a ti me entrego; de amor, cego; com as mãos eu posso "ver" tua pele tão gostosa; e macia!!... Nunca mais...esta saudade doida e cruel; pois o Pai do céu está do nosso amor, em prol!!...
Nunca mais... Eu vou sentir o frio de outrora; porque agora o teu calor me aquece embaixo do lençol!!...

Nunca mais...(meu Deus) morrer à míngua;
pois, do gosto da boca, a amargura foi substituída pela doçura da tua, na minha língua!!...
Agora, sim... Posso sentir a explosão do teu corpo-vulcão ardendo e pedindo que todo meu ser, no teu, se concentre!!...
Os teus sussurros, gemidos; teus "ais" me pedindo "mais" afim de que todo meu ser, no teu então se adentre!!...

Nunca mais estarei a sós... Agora é só nós...
...agora, amada minha, na minha vida, nada mais falta!!... Nunca mais, jamais nem dor, nem pranto pela tua falta!!!...
Autor: Geraldo Coelho Zacarias
© COPYRIGHT BY "SENTIMENTO EM POESIAS"
Todos os Direitos Reservados
conforme artigo (Lei 9610/98)
Cópias e publicações permitidas, 
desde que acompanhadas 
dos créditos ao autor