ACREDITO!

“Acredito!
Que a minha alma grita…
Num imenso vazio…
Onde não encontro a tua voz…
Acredito!
Que o teu calor não abandonou…
A minha pele…
Acredito!
No teu olhar…
Que, silenciosamente, me sente…
Acredito!
Que fui condenada…
A este pecado…
De te querer…
Inteiro…
Acredito!
Na chama da saudade…
Que não esquece…
Acredito!…
Que te perdi…
Tu…
Que és feito de vento…
Entraste de rompante…
No meu pensamento…
Criaste uma tempestade…
No meu corpo…
E partiste…
Agora chamo-te num desejo…
Desperto…
Que me arranha as entranhas…
Sei-te! 
Quero-te! 
Sonho-te!
Devoro-te!
Num silêncio…
Que me consome…
Lentamente…
Como queria acreditar!
Que bastava um sinal…
Para te sentir…
Sem esta nostalgia…
Sem esta dor...
Como te queria viver outra vez!
Sem enlouquecer…!”
Autora: Paula Ferreira
© COPYRIGHT BY "SENTIMENTO EM POESIAS"
Todos os Direitos Reservados
conforme artigo (Lei 9610/98)
Cópias e publicações permitidas, 
desde que acompanhadas 
dos créditos ao autor