ESCURIDÃO DO QUARTO

Sua voz flutuava pela escuridão do quarto... 
A porta se fechava vagamente... 
Sentia seu hálito quente suspirando no meu pescoço... 
Acariciava minha coluna devagar acalmando minha pele... 
Seus lábios se curvaram em mim e me abraçava com delicadeza... A vontade de sentir você era quase insuportável... 
O desejo de me encontrar em seu corpo me consumia em uma tortura sem fim... 
Eu declarava pra ti que poderia ser o que desejasse nesse momento... 
O que sonhasse em qualquer momento... 
Respirou fundo ao ouvir a minha voz... 
Nossos desejos de ter um ao outro agonizava com a mesma intensidade... 
Me fez sua.... 
Me fez sua de uma forma que eu jamais havia sido... 
Eu gostava do que tinha acontecido... 
Eu ansiava por mais... 
Meu corpo estava exausto... 
Suspirava seu cheiro doce e inocente... 
Meu coração aos poucos perdia as forças, como meu todo meu corpo... 
Tocava meus cabelos despenteados com seus dedos molhados e ainda trêmulos ... 
A luz da lua cheia invadiu seus olhos... 
Silenciou minha boca com um beijo apaixonado.
Autora: Ane Marie Marie
© COPYRIGHT BY "SENTIMENTO EM POESIAS"
Todos os Direitos Reservados
conforme artigo (Lei 9610/98)
Cópias e publicações permitidas, 
desde que acompanhadas 
dos créditos ao autor.