SINTO!

“Sinto...
O teu cheiro...
Sem um hoje…
Nem um amanhã…
Sinto!…
A tua vida…
Perdida num destino…
De promessas frágeis…
Sinto!…
A tua pele…
Inesperada e profundamente…
Num atordoar dos sentidos…
Onde o cheiro…
De ser da alma…
Se consumiu…
No calor da tua voz…
E se perdeu…
Em fragmentos…
Que castigaram…
Os meus silêncios!
No espelho da vida…
Vi o reflexo…
Dos teus olhos…
Que refizeram…
Os meus pensamentos…
Perseguindo palavras…
Que me pertencem…
Em todos os segredos…
Que navegam…
No meu corpo…
Sinto!…
O limite da tua carne…
Que rasga o tempo…
Que em mim…
Ainda respira devagar!…
De tudo o que…
Jamais esquecerei…
Vive o vazio…
De tantas incertezas…
Que sem barulho…
Invadem aquele lugar…
Onde o nada daquele céu…
Habita num encontro…
De todos os instantes…
Que em pedaços…
Ainda resistem em mim!…
Sinto!…
O perfume de tudo…
O que não esquecerei!...
Que nada será…
Sem o silêncio…
Dos nossos corpos…
Onde te sinto!...
Onde te ouço!
E no fim…
Sempre temi o esquecimento…
Daquela noite distante…
Na distância onde…
As carícias desapareceram…
Embrulhadas em lembranças…
Sinto!
A tua essência… 
De olhos fechados que…
Recebe a minha solidão…
Num abraço…
E que hoje chora comigo…
Sem nada dizer…
Mas que sente…
O que Sinto!
Autora: Paula Gaspar Ferreira
© COPYRIGHT BY "SENTIMENTO EM POESIAS"
Todos os Direitos Reservados
conforme artigo (Lei 9610/98)
Cópias e publicações permitidas, 
desde que acompanhadas 
dos créditos ao autor.