Saudade que dói

O tempo voa,
não tenho o controle de meus deveres.
Minha autoestima está fraca,
preciso de limites para meus afazeres.
Saudade que doí, que aperta,
e me ensinou a valorizar.
Saudade que doí, que aperta,
e me ensinou a mais feliz ficar.
Ensinamentos que a vida me traz,
queria só dizer que sempre te amei,
queria só dizer que por você, minha rotina eu mudei,
ensinamentos que a vida me traz.
Minha querida, foram vários dias que eu sorri por ti.
Foram alegres horas que eu vivi,
minha querida...
Cada momento foi único em minha vida,
minha saudade é interminável,
minha saudade não é mais controlável.
Cada momento da minha vida.
Cada momento foi único em sua vida,
e esta dor já toma conta de mim,
e esta tristeza já me deixa quieto, assim.
Cada momento da minha vida.
Saudade que doí, que aperta,
Você marcou-me como uma tatuagem.
Saudade que doí, que aperta,
Revelou em mim, a mais linda imagem.
Saudade que doí, que angustia,
Ensinou-me a olhar pro bem.
Saudade que doí, que angustia,
Ensinou-me a amar sem importar a mais ninguém.
Autor: Tiago Figueiredo
© COPYRIGHT BY "SENTIMENTO EM POESIAS"
Todos os Direitos Reservados
conforme artigo (Lei 9610/98)
Cópias e publicações permitidas, 
desde que acompanhadas 
dos créditos ao autor.